Ano novo: coloque a saúde mental no seu top 5 cuidados próximo ano

O final do ano está chegando, com ele aquela nossa vontade de fazer um balanço e planejamento para o próximo ano.

Você também é do tipo de pessoa que adora fazer listinhas? As 10 coisas mais importantes que você quer realizar no ano seguinte. Já começou a sua? Hoje temos uma dica especial de algo que você pode esquecer de colocar na sua lista de prioridades, a saúde mental.

Coloque a saúde mental no seu top 5. Quer saber por quê? Acompanha o texto de hoje e confira porque é importante colocar a saúde mental na sua lista.

Normalize os cuidados com a saúde mental

Você também já se perguntou por que temos tanto medo de falar sobre saúde mental?

Geralmente, uma crise de asma e uma crise de ansiedade não tem o mesmo peso socialmente. Embora às duas situações são incapacitantes. Mas apenas a primeira é aceita e compreendida como um motivo para afastamento do trabalho, por exemplo.

Em entrevista para o portal CNN, a psicóloga Karen Scavacini, da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção ao Suicídio (ABEPS), esclareceu que isso ocorre porque a sociedade ainda tem muito preconceito com relação aos transtornos mentais.1

Desde a infância, somos levados pelos nossos pais para realizar exames obrigatórios, temos campanhas de vacinação, acompanhamento médico regulares entre outras medidas preventivas que asseguram nossa saúde e bem-estar. 2

No entanto, geralmente essas ações se restringe aos aspectos e cuidados físicos e não emocionais, ou relacionados a saúde mental de cada um de nós.2

Quando criança somos ensinados a lavar as mãos entre as refeições, mas não encorajados a falarmos sobre nossos sentimentos, em casos mais extremos o porquê quis ou bateu em um coleguinha na escola durante o recreio.2

Quando jovens somos incentivados a procurar um médico se apresentarmos sintomas de anemia, gastrite, principalmente no período pré-vestibular, mas não quando apresentamos sintomas de tristeza profunda, e pensamentos suicidas. Geralmente quando um jovem apresenta esse sintoma, ele é reprimido, “Não fala essas coisas credo”, “Isso é falta de deus” entre outras frases populares. 2

Mas é importante lembrar que em 2019 o Brasil foi classificado como o país com o maior número de pessoas ansiosas, segundo Organização Mundial da Saúde (OMS).3

Segundo a pesquisa a ansiedade atinge mais de 260 milhões de pessoas no mundo. O Brasil corresponde a 9,3% desta população. A pesquisa ressaltou ainda que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental, como ansiedade e depressão. 3

Não podemos esquecer de um fator que nos últimos dois anos contribuiu para o surgimento de problemas com a saúde mental da população que foi a pandemia. Segundo pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) publicada no portal do governo Agência Brasil, 80% da população brasileira tornou-se mais ansiosa na pandemia do novo coronavírus.4

Os dados só reforçam que precisamos falar sobre a importância dos cuidados com a saúde mental. A melhor forma de normalizar e conversarmos sobre o tema com responsabilidade para informar e sensibilizar o público sobre a importância, as opções de cuidados disponíveis, além dos benefícios para a saúde. 5

Lembre-se saúde é uma só, e de acordo com a definição da OMS saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental, e social e não apenas como a ausência de doenças. Por isso é importante cuidarmos de todos esses aspectos na nossa vida.

Que tal começar o próximo ano cuidando um pouquinho mais da sua saúde mental?  

Confira 5 ações que você pode adotar no dia a adia e que contribuem para a saúde mental.

5 ações práticas que ajudam a cuidar da saúde mental

1.      Cuide do sono e da alimentação

Com uma rotina cada vez corrida, cuidar do sono e da alimentação é um desafio para muitas pessoas. 7,8

Mas não tem jeito, para toda pessoa que quer cuidar da saúde precisa ficar atento a esses dois fatores, pois ambos são essenciais para o funcionamento do nosso organismo, mente e saúde emocional. 7,8

Uma boa noite de repouso, em um lugar tranquilo e reconfortável, vai garantir o seu descanso, relaxamento do corpo e da mente, além de revigorar as energias para o dia seguinte. 7,8

Durante o sono, importantes substâncias como a serotonina, responsável pelo bem-estar, são produzidas. Por isso fique atento não apenas a quantidade de horas que você dorme, mas também a qualidade do seu sono. 7,8

Semelhante ao sono, a alimentação também é outro fator que influencia muito no bom funcionamento do nosso organismo e mente. 7,8

Você sabia que existem alimentos, principalmente os vegetais folhosos e algumas frutas, que contêm elementos essenciais para ajudar evitar a depressão e o transtorno de humor? Isso mesmo, comer bem não tem relação apenas com a boa forma física, mas com o bem-estar em geral. Por isso opte por um cardápio variado e equilibrado. 7,8

2.      Procure relaxar alguns minutos por dia

Ter momentos de laser e relaxamento são essenciais para aliviar o estresse e tornar o cotidiano mais leve, promovendo um equilíbrio físico e mental. 7,8

Por isso faça atividades que te deixe feliz, como passeios, vá ao cinema, leia aquele livro parado na sua estante, saia para dar uma volta, encontre os amigos, lembre-se é importante conviver com amigos e familiares. 7,8

Essas atividades podem parecer bobas, mas fazem toda diferença para deixar nosso cotidiano mais alegre. 7,8

3.      Saia da mesmice

Você é daquelas pessoas que não gostam muito da rotina, ter que fazer todos os dias a mesma coisa, no mesmo horário?

Então essa dica vai ser importante para você, sair da mesmice também é importante para manter a saúde mental em dia. 7,8

Ainda que nossos compromissos resultem em um estilo de vida mais desafiador e corrido, tirar um tempinho para sair da rotina, como aprender uma nova prática desportiva, ir ao cinema ou saia para jantar no meio da semana. Algumas simples mudanças terá um efeito positivo para a sua vida. 7,8

Ouse fazer algo diferente, inovador que seja benéfico para a saúde do corpo e da mente. Lembre-se é muito saudável ter alguma atividade diferente na rotina. 7,8

4.      Pratique atividade física

Sabia que praticar atividades físicas e colocar o corpo em movimento regularmente contribui para a nossa saúde emocional?

Por isso considere praticar uma atividade física do seu interesse, melhor ainda se você escolher algo para fazer ao ar livre, uma vez que poderá observar a beleza dos lugares. 7,8

Transforme esses momentos em uma experiência agradável. Renove o seu espírito e conduza os pensamentos para algo construtivo e bom. São ações simples, mas que podem tornar o seu dia bem melhor! 7,8

5.      Busque tratamento, se necessário

Grande parte das pessoas acredita que não precisa de terapia, ou que apenas faz terapia quem possui alguma doença mental. Bem esse é um equívoco que precisa ser desmistificado.

Toda e qualquer pessoa, pode fazer terapia. O maior inimigo da nossa saúde é o preconceito. 9

Por isso procure ajuda caso perceba que possui alguma dificuldade em lidar com os sentimentos, emoções, e as próprias frustrações. 9

Lembre-se também que a pandemia de uma forma geral mexe com a nossa rotina e trouxe consequências complicadas para todos, que pode afetar a nossa saúde mental. 9

De acordo com a Cartilha de Saúde Mental desenvolvida pelo INMETRO, em geral, nossas reações emocionais possuem um componente físico, ou seja, expressam-se também fisicamente. Quando conseguimos nos livrar da situação “estressora”, o organismo se adapta e tudo volta ao normal. 9

Mas se a emoção ou o fator estressante é muito intenso, ou permanente, nosso corpo emite alguns sinais de que algo não anda bem, principalmente nos sistemas digestivo e nervoso. 9

 

Outro fator que também pode sofrer alteração são nossas reações, emoções e comportamento, sendo algumas listadas abaixo, conforme mencionado na cartilha.9

 

  • Sensação de tristeza, raiva, confusão ou preocupação
  • Letargia ou agitação
  • Reação ansiosa e sentimento de angústia Indiferença afetiva (uma sensação de “tanto faz”, de estar “frio” afetivamente)
  • Aumento ou abuso de substâncias (remédios, álcool, cigarro e drogas)
  • Pensamentos repetitivos e intrusivos (que “invadem a mente”) sobre temas desagradáveis Conflitos interpessoais
  • Dificuldade para concentração nas tarefas
  • Sentimentos de desamparo, tédio e solidão

Conseguir identificar os estímulos estressores já é uma habilidade importante para sua saúde mental. Por isso caso você tenha identificado alguns desses sintomas e sinta-se confortável, procure ajuda profissional. 9

Não tenha medo ou vergonha de procurar profissional para ajudar a cuidar da sua saúde mental.

Conte também com a ajuda do FazBem. No blog, você encontra conteúdos incríveis para ajudar a manter a saúde em dia. Acesse e confira!

 

Referências
  1. https://www.cnnbrasil.com.br/saude/o-que-falta-para-normalizarmos-o-cuidado-com-a-saude-mental/
  2. https://hospitalsantamonica.com.br/por-que-e-preciso-falar-de-saude-mental/
  3. https://www.anamt.org.br/portal/2019/08/01/pesquisa-mostra-que-86-dos-brasileiros-tem-algum-transtorno-mental/
  4. https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-10/pesquisa-revela-aumento-da-ansiedade-entre-brasileiros-na-pandemia
  5. https://www.einstein.br/saudemental
  6. http://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-exercitar-mais/o-que-significa-ter-saude
  7. http://biblioteca.cofen.gov.br/dicas-saude-mental/
  8. https://hospitalsantamonica.com.br/a-saude-mental-e-a-importancia-dela-na-vida-das-pessoas/
  9. https://www.gov.br/inmetro/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/cartilha-saude-mental-b.pdf
BR-15149. Material destinado a todos os públicos. Dez/2021
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.