Arritmia e taquicardia são a mesma coisa?

 Provavelmente você já ouviu falar sobre arritmia e taquicardia, mas pode ser que você esteja usando esses termos de maneira equivocada. Isso porque é muito comum que as pessoas confundam uma coisa com a outra.

Nesse post, vamos explicar o que é cada uma delas e mostrar que arritmia e taquicardia o que é cada uma delas e que precisam ser identificadas e tratadas de maneiras diferentes.

O que é Arritmia?

O batimento cardíaco acontece quando o sistema elétrico presente no coração envia uma mensagem ao músculo cardíaco para que ele injete sangue pelo corpo.

 Na maioria das pessoas, esse processo acontece de 60 a 100 vezes por minuto. Isso é chamado de ritmo sinusal.

 Agora, imagine o sistema elétrico da sua casa. Se ele está com problemas, seus eletrodomésticos não funcionam corretamente, a luz não acende e todo o funcionamento da casa pode ficar comprometido.

 O mesmo acontece com o sistema elétrico do seu coração. Se ele está com problemas, as mensagens para o músculo cardíaco não acontecem no momento certo e isso pode fazer seu coração bater muito rápido, muito devagar ou em um padrão irregular.

 Isso é uma arritmia, que também pode ser chamada de ritmo cardíaco anormal, batimento cardíaco irregular ou problema no ritmo cardíaco.

 Existem vários tipos de arritmia e, apenas um especialista poderá dizer qual é o tipo que está deixando seu coração fora do ritmo. Por isso, consultar um especialista com regularidade é essencial.

 Arritmia cardíaca é grave?

Pessoas com coração saudável podem apresentar ritmos cardíacos irregulares inofensivos de vez em quando. No entanto, um batimento cardíaco irregular pode ser um sinal de um problema cardíaco mais sério. Fique de olho e, se você notar que seu coração não está batendo normalmente, consulte um médico.

 O que causa a arritmia cardíaca?

Alguns fatores de risco podem contribuir para a arritmia:

Ataques cardíacos (infartos), cardiomiopatia, insuficiência cardíaca e pressão alta podem danificar o coração, o que pode levar a problemas de ritmo cardíaco.

Se você nasceu com alguma doença cardíaca, tem mais risco de desenvolver arritmia.

Conforme você envelhece, pode ser que as suas vias elétricas nem sempre funcionem 100%, o que pode gerar problemas.

Alguns medicamentos podem desencadear arritmias em algumas pessoas, por isso a orientação médica é tão importante.

Álcool, tabaco e outras substâncias podem causar arritmias quando ingeridos em grandes quantidades e/ou por um longo período de tempo.

 O que pode desencadear uma arritmia?

Se você tem arritmia, saiba que alguns fatores podem desencadear os episódios. É importante entender quais são os gatilhos que atingem você e evitá-los sempre que possível.

Se você sentir que algum medicamento está provocando episódios de arritmia, procure seu médico. Não pare de tomar medicamentos prescritos sem orientação médica.

Arritmia e atividade física

Para algumas pessoas, pode ser que alguns tipos de exercícios e atividades físicas também causem problemas, mas você nunca deve parar de se exercitar completamente.

A atividade física é muito importante para a saúde do coração e o bem-estar geral. Se você acha que algum exercício está lhe provocando arritmia, procure orientação do seu médico. Ele poderá ajudá-lo a gerenciar o problema e sugerir atividades alternativas que podem ser adequadas para você.

O que é Taquicardia?

Ter batimentos cardíacos acelerados de vez em quando é normal, por exemplo durante um esforço físico, ao tomar um susto ou ter um momento de estresse intenso. E quando isso acontece devido a condições não relacionadas ao estresse fisiológico normal?

 A taquicardia acontece quando a frequência cardíaca está acima de 100 batimentos por minuto.

 E o motivo pelo qual taquicardia e arritmia são confundidas pode ser o seguinte: as arritmias, distúrbios do ritmo cardíaco, podem causam as taquicardias.

 Quando seu coração está batendo muito rápido, ele pode não bombear sangue suficiente para o resto do seu corpo. Isso pode privar seus órgãos e tecidos de oxigênio e causar os seguintes sinais e sintomas:

  

  

Batimentos cardíacos irregulares e desconfortáveis

 

Existem diferentes tipos de taquicardia. Elas são agrupadas de acordo com a parte do coração responsável pelo ritmo cardíaco acelerado e a causa do batimento cardíaco anormalmente rápido. 

Taquicardia é grave?

Em alguns casos, a taquicardia pode não causar sintomas ou complicações. Mas se não for tratada pode interromper a função cardíaca normal e levar a complicações sérias, incluindo:

Tratamentos como medicamentos, procedimentos médicos ou cirurgia, podem ajudar a controlar o batimento cardíaco rápido ou gerenciar outras condições que contribuem para a taquicardia.

Uma série de condições pode causar aumento da frequência cardíaca e sintomas de taquicardia. É importante procurar um especialista, realizar os exames necessários e seguir o tratamento adequado. 

Deu para perceber que, apesar de serem usados rotineiramente como sinônimos, taquicardia e arritmia não são a mesma coisa. Portanto precisam ser tratadas de maneiras diferentes, ok?

 

 

 

Referências:
 https://www.sobrac.org/campanha/arritmias-taquicardia-e-parada-cardiorrespiratoria-sao-a-mesma-coisa/
https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/tachycardia/symptoms-causes/syc-20355127
https://www.heartfoundation.org.nz/your-heart/heart-conditions/arrhythmia
BR-11781. Material destinado a pacientes. Fev/21
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.