Como aproveitar as comidas das festas de final de ano sem culpa

 

Manter uma alimentação saudável ou a dieta durante as festas do fim de ano parece quase impossível. Afinal, o mês de dezembro costuma ser sinônimo de confraternizações, festas, férias e viagens. 

Grande parte das famílias ao redor do mundo preparam reuniões especiais para celebrar, ao lado da família e amigos, o Natal e a chegada de um novo ano. São tantos encontros atípicos que fica difícil manter a rotina e bons hábitos alimentares.

Época de confraternização exige muita disciplina e foco, uma vez que as festas são sempre convidativas e a mesa farta já faz parte da nossa cultura. No entanto, são nesses momentos que muitas pessoas se perguntam como lidar com toda essa fartura e resistir as tentações sem deixar a saúde de lado?

Para quem faz dietas restritivas, perder o controle e comer de tudo um pouco nesse período pode ocasionar muitos sentimentos ruins. Logo após o período de festas pode bater aquele arrependimento por ter descuidado da dieta. Nesse caso, a falha está acompanhada de um sentimento de fracasso, que pode acarretar a adoção de dietas ainda mais restritivas para o período pós-festa.

Não há nenhum mal em comer um pouco mais no Natal ou tomar um gole de champanhe para celebrar esse momento especial.

O problema está no exagero, que na maioria dos casos, é ocasionado pelas dietas restritivas. Ou seja, em comer tudo que que foi evitado ao longo do ano todo. O sentimento negativo de exagerar nas comidas das festas de fim de ano está quase sempre relacionado ao ganho de peso.

Vale lembrar que o que define o aumento de peso é como a pessoa cuida da alimentação ao longo de todo ano. Não o que você come durante dois ou três dias do mês de dezembro.

Isso não quer dizer que você não precisa tomar cuidado para não exagerar com as comidas das festas de final de ano. Esses cuidados se devem em relação a saúde e bem-estar e não ao ganho de peso.

Mas não se preocupe! ao longo desse texto vamos te mostrar como cuidar da saúde e alimentação durante as festas de final de ano.

Para começar, queremos falar sobre a importância da reeducação alimentar.

 

Quantas vezes você ouviu falar sobre dietas milagrosas que prometem o emagrecimento em poucas semanas?

No entanto, esse pequeno “milagre” apresenta uma série de problemas a saúde. Um dos principais é que essas dietas são acompanhadas de uma série de restrições alimentares. No fim das contas, elas acabam deixando o organismo carente de nutrientes e calorias. Num primeiro momento, as dietas restritivas podem não apresentar sintomas ruins, mas ao longo prazo pode ocasionar muitos problemas à saúde.

Você deve estar se perguntando: então por que muitas pessoas acabam adotando as dietas milagrosas?

Existem diversos fatores. Um dos principais é que essas dietas podem até fazer as pessoas perderem alguns quilos na primeira semana. No entanto, é impossível seguir uma dieta restritiva por muito tempo.

O que poucas pessoas sabem é que essas dietas restritivas não costumam funcionar e, desde o início, tem grandes chances de fracassar. Isso acontece porque, ao se sujeitar esse tipo de dieta a pessoa não está mudando seus hábitos alimentares. Ou seja, não há um aprendizado sobre o equilíbrio ou o reconhecimento entre fome e saciedade, nem sobre a escolha adequada de alimentos para cada tipo de refeição.

O segredo para o emagrecimento é manter uma vida mais saudável, fazer as pazes com o corpo e optar por uma reeducação alimentar ao invés das dietas restritivas.

Mas afinal, o que significa uma reeducação alimentar?

A reeducação alimentar nada mais é que uma mudança de hábito positiva na alimentação. Trata-se da conscientização dos benefícios que manter uma alimentação saudável pode o gerar para o corpo e a mente.

Vale lembrar que a reeducação alimentar não se limita somente a seleção dos alimentos corretos, mas também a mastigação correta, o estabelecimento de horários para as refeições de forma contínua até que se tornem hábitos.

Existem inúmeras formas de reeducação alimentar e todas devem ser sempre feitas com a orientação de um profissional.

Apesar de existirem diversas formas de fazer a reeducação alimentar, alguns hábitos são indicados para melhorar a saúde. Por isso, separamos alguns que você pode começar a colocar em prática.

  • Alimentar-se devagar, descansando entre uma porção e outra;
  • Beber bastante água, ao menos dois litros por dia;
  • Evitar ingerir líquidos junto com os alimentos;
  • Fazer as refeições em ambientes tranquilos, sem distrações;
  • Eliminar alimentos processados, com ingredientes desconhecidos;
  • Criar o hábito de cozinhar em casa para adquirir mais consciência da alimentação;
  • Unir a alimentação saudável a outras práticas de qualidade de vida e bem-estar, como exercícios físicos e meditação.

Lembre-se que exagerar um pouquinho nas comidas nas festas de fim de ano não é nenhum pecado!

Após as comemorações se esforce para retomar ou iniciar uma rotina saudável de alimentação e tente não ser tão rigoroso consigo mesmo, a reeducação alimentar não significa restringir o consumo dos alimentos e raramente os excessos pontuais vão ocasionar um grande mal à saúde. 

Espero que esse texto lhe dê uma boa ideia sobre como você pode começar a cuidar da sua alimentação sem recorrer as dietas malucas que encontramos na internet. Fazer uma reeducação alimentar é muito mais importante para a saúde do que emagrecer em poucas semanas.

E se no seu caso, você segue uma dieta ou restrição alimentar devido a alguma doença, converse com o profissional de saúde sobre suas as possibilidades e esteja preparado para aproveitar as festividades sem sustos!

 Aproveite para conhecer também algumas dicas que o programa FazBem reuniu para quem está ficando em casa, mas ainda sim quer cuidar da saúde. Em casa: Como manter a saúde em dia?

 

 

 

 

 

Referências:
https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/10/14/por-que-dietas-restritivas-nao-funcionam
http://www.blog.saude.gov.br/promocao-da-saude/31686-cuidados-com-a-alimentacao-podem-evitar-transtornos-nas-festas-de-fim-de-ano
https://www.upf.br/ICB/noticia/os-cuidados-com-a-alimentacao-nas-festas-de-fim-de-ano
BR-10967. Material destinado a todos os públicos. Dez/2020
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.