Desvendamos 5 mitos sobre causas e sintomas do Diabetes

Você já se perguntou se está exagerando nos doces? Já teve medo de estar correndo o risco de estar com diabetes? Em todo o mundo, mais de 460 milhões de pessoas são diabéticas, sendo que cerca de 230 milhões não são diagnosticadas. Isso mostra que a falta de informação ainda é muito presente.

Em meio a tantas dúvidas, mantenha a calma! O FazBem desvendou os mitos mais comuns sobre as causas e sintomas do Diabetes. Confira:

A resposta não é tão simples. Enquanto o Diabete Tipo 1 é causado por fatores genéticos e outras causas ainda desconhecidas, o Diabetes Tipo 2 é causado por fatores genéticos e estilo de vida. O diabetes não é causado somente pela ingestão excessiva de açúcar. Ele tem relação com um estilo de vida sedentário e o excesso de peso, que está relacionado ao consumo de alimentos não saudáveis, especialmente os ricos em açúcares. Mas não significa que o consumo excessivo de açúcar vá, necessariamente, levar ao diabetes.

O diabetes não tem sintomas claros. Algumas pessoas com pré-diabetes, por exemplo, podem apresentar sinais mais aparentes do que uma pessoa com diabetes. As complicações também não são iguais para todas as pessoas. É importante realizar exames de rotina, saber quais são os fatores de risco e buscar o diagnóstico.

Apesar de apresentarem sintomas parecidos, os diabetes tipo 1 e 2 são doenças diferentes. Como, em geral, os diabéticos tipo 1 convivem com a doença durante mais tempo e precisam de aplicações de insulina desde o início do tratamento, surge a impressão de que o diabetes tipo 2 é uma forma menos agressiva da doença. Independentemente do tipo do diabetes, a falta de um tratamento adequado pode levar a consequências muito sérias.

Qual é a verdade? O diabetes em si não é uma doença grave, entretanto, as consequências do mal controle da doença podem ser muito sérias. Entre as principais complicações estão os danos a diversos órgãos e sistemas, como coração, rins e olhos. De acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, as condições associadas ao diabetes causam mais mortes do que o câncer de mama e a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), juntas. Duas em cada três pessoas com diabetes morrem em função de problemas cardíacos ou derrame. Felizmente, é possível adiar ou até eliminar todos esses riscos por meio de um controle adequado do diabetes.

Estar acima do peso é um importante fator de risco para Diabetes Tipo 2, mas há outros que também influenciam como idade, histórico familiar etc. Tanto é que muitas pessoas magras têm diabetes e outras com sobrepeso nunca chegam a desenvolver a doença.

Mantenha-se informado, com hábitos saudáveis e não deixe de fazer exames de rotina. O conhecimento tem um papel essencial na sua saúde e pode fazer a diferença em um diagnóstico precoce, que pode diminuir os riscos que o diabetes traz.

 

 

 

 

Referências:
www.diabetesatlas.org/en/  
www.diabetes.org.br/publico/vivendo-com-diabetes/mitos-e-verdades  
www.blog.saude.gov.br/promocao-da-saude/30931-especialistas-do-ministerio-da-saude-apontam-verdades-emitos-sobre-o-diabetes 
Icons by The Noun Project
BR 9097. Material destinado a pacientes. Jul/2020
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.