Dia da Imunização: a importância de manter a vacinação em dia

Imunização, vacinação e prevenção. Nunca ouvimos tanto essas palavras como nos últimos dois anos. Apesar disso, muitas pessoas ainda não entendem a importância de se vacinar e como isso beneficia a sua saúde e a da população. 1 

Pensando em conscientizar e informar mais a população sobre a importância de se imunizar, foi criado o Dia Nacional da Imunização. Não importa a idade que você tenha, o seu cronograma de vacinação precisa estar sempre em dia. 1 

A imunização é a melhor maneira de prevenir doenças e trabalhar o seu sistema imunológico, já que a vacina é composta por moléculas mortas ou atenuadas, fazendo o organismo produzir anticorpos para se defender das doenças. 1 

Como surgiu a primeira vacina? 

A primeira vacina do mundo foi descoberta em 1789 pelo médico britânico Edward Jenner. Ele observou que as vacas tinham feridas semelhante às provocadas pela varíola no corpo humano, mas em uma versão mais leve. 2 

Ele quis colocar em prova se pessoas que lidavam com o gado não contraiam a varíola, observando as mulheres responsáveis pela ordenha e percebeu que elas contraiam uma versão mais suave da doença. 2 

Sua primeira experiência foi com um menino de 8 anos, inserindo o pus retirado da mão de uma das leiteiras que estava com varíola bovina. Apesar de ter tido febre e algumas lesões, não desenvolveu a infecção completa e se recuperou rapidamente. 2 

Continuou expondo o menino ao vírus de outros pacientes com varíola até que o menino não desenvolveu mais a doença, descobrindo uma forma de imunizante. Recebeu o nome de vacina por originar do latim vacca. 2 

Apesar de ter matado mais de 300 milhões de pessoas, muitas sobreviveram e preveniram à varíola depois dessa descoberta. Em 1979, a Organização Mundial da Saúde considerou a doença erradicada em todo mundo. 2 

A vacina contra varíola só chegou no Brasil em 1804, trazida pelo Marquês de Barbacena. 3 

Uma das vacinas que mais marcou o mundo foi a vacina contra poliomielite, uma doença que contagiou e paralisou muitas crianças. Hoje, é considera uma doença erradicada. 3 

Quais doenças a vacina pode prevenir?  

Como já dito antes, a vacina é responsável por imunizar e criar anticorpos no seu organismo para se defender de agentes estranhos.  

Atualmente, existem diversas doenças que a vacina já previne e algumas que foram e podem ser erradicadas futuramente. 4 

  • Poliomielite; 
  • Tétano; 
  • Coqueluche; 
  • Haemophilus influenzae (tipo de meningite); 
  • Sarampo; 
  • Rubéola; 
  • Caxumba; 
  • Febre amarela; 
  • Difteria; 
  • Hepatite B. 

Além disso, recentemente passamos pela pandemia do coronavírus e, após o início da vacinação, já foi possível notar a queda de casos e de morte diárias. Foi nítido a importância e a diferença que a vacina tem no combate a doenças e na saúde da população.  

Você acompanha o calendário de vacinação?  

O Calendário Básico de Vacinação brasileiro foi definido pelo Programa Nacional de Imunizações. É por meio dele que podemos entender quais vacinas são prioridade para a saúde pública do país e avaliar quais já tomamos, precisamos tomar e quais precisam de reforço. 5 

No posto de saúde, é possível tirar dúvidas sobre a frequência de vacinação e quando será sua próxima vacinação, basta ir até o posto mais próximo de você e pedir ajuda. 5 

Atualmente, o calendário é constituído por 19 vacinas recomendadas para a população, com todas as suas respectivas doses, desde o nascimento, até a terceira idade. Se quiser conferir o calendário de vacinação, é só clicar aqui e encontrar a sua faixa etária. 5 

É muito comum percebermos campanhas de vacinação quando está chegando perto da nossa próxima dose. Isso acontece porque é comum que pessoas de uma mesma geração precisem tomar determinadas vacinas em períodos próximos. 6 

A melhor forma de anunciar e de lembrar a população sobre essa questão são com as campanhas e propagandas para que se vacinem. Um ótimo exemplo foi a campanha de vacinação contra covid, incentivando a maior quantidade de pessoas possíveis. 6 

Cheque o seu calendário vacinal, fique atento as campanhas e não deixe nenhuma vacina em falta. Assim, você cuida da sua saúde e de todos a sua volta.  

 

 

 

 

Referências: 
  1. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual da Saúde. 09/6 – Dia da Imunização. 2021. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/09-6-dia-da-imunizacao/. Acesso em: 3 jun. 2022. 
  1. FILHO, Dr. Lauro A. C. A HISTÓRIA DAS VACINAS. Hospital do Coração, 2021. Disponível em: https://hospitaldocoracao.com.br/novo/midias-e-artigos/artigos-nomes-da-medicina/a-historia-das-vacinas/. Acesso em: 3 jun. 2022. 
  1. CENTRO CULTURAL DO MINISTÉRIO DA SAÚDE. A HISTÓRIA DAS VACINAS: UMA TÉCNICA MILENAR.  Disponível em: http://www.ccms.saude.gov.br/revolta/pdf/M7.pdf. Acesso em: 3 jun. 2022. 
  1. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual da Saúde. Doenças preveníveis por meio da vacinação. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/doencas-preveniveis-por-meio-da-vacinacao/. Acesso em: 3 jun. 2022. 
  1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÃO. Calendários de Vacinação. 27/10/2021. Disponível em: https://sbim.org.br/calendarios-de-vacinacao. Acesso em: 3 jun. 2022. 
  1. GOVERNO DO MATO GROSSO. Campanhas de vacinação protegem população de doenças graves como poliomielite e rubéola: A imunização de crianças e idosos é fundamental, pois oferece anticorpos que protegem o organismo contra agentes responsáveis por provocar doenças, algumas delas já erradicadas do Brasil. 01/05/2019. Disponível em: http://www.mt.gov.br/-/11683158-campanhas-de-vacinacao-protegem-populacao-de-doencas-graves-como-poliomielite-e-rubeola. Acesso em: 3 jun. 2022. 
BR-18374. Material destinado a todos os públicos. Jun/2022
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.