DPOC e insuficiência cardíaca: qual a relação?

 Você já parou para pensar na influência que a respiração tem no coração?

Por exemplo, ao inspirar e expirar devagar algumas vezes, você pode sentir o ritmo do seu coração diminuir. O contrário também pode acontecer, como quando, ao subir um lance de escadas muito rápido, você ficar ofegante e sentir o ritmo do coração ficar bem mais rápido.

Assim como os órgãos estão conectados, as doenças que os atingem também podem estar. É o caso da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e da Insuficiência Cardíaca. Além de, em muitos casos, estarem conectadas, ambas podem ter sintomas muito semelhantes o que pode confundir o paciente e até mesmo dificultar o diagnóstico.

A DPOC e a insuficiência cardíaca são condições de saúde, que quando não tratadas podem ser perigosas e, embora muitas vezes ocorram de forma independente, também é importante compreender as conexões entre às duas.

Se você foi diagnosticado com DPOC, deve estar ciente do risco aumentado de insuficiência cardíaca. E, se você é fumante, precisa entender que corre um risco maior de desenvolver essas duas doenças. Fique tranquilo que, no texto de hoje, vamos falar mais sobre essa relação!

Afinal, o que é DPOC?

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é a obstrução da passagem do ar pelos pulmões, provocada, geralmente, pela fumaça do cigarro ou de outros compostos nocivos.

Essa obstrução é causada por um estreitamento dos pequenos brônquios, devido tanto pelo engrossamento das paredes, quanto pela presença de secreção dentro dos brônquios (o que define o quadro de bronquite crônica).

Segundo dados da Fundação Proar e do Ministério da Saúde, o tabagismo é responsável por 80 a 90% das causas determináveis da DPOC, principalmente em pessoas acima de 40 anos e fumantes de 1 ou mais maços de cigarro por dia, por 10 anos ou mais.

O que é insuficiência cardíaca?

A insuficiência cardíaca é uma síndrome clínica caracterizada pela incapacidade do coração de atuar adequadamente como bomba, quer seja por deficiência de contração e/ou de relaxamento, comprometendo o funcionamento do organismo.

O objetivo do coração é bombear sangue para o corpo todo a fim de nutri-lo. Quando há insuficiência cardíaca, não significa que o coração parou de funcionar, mas que ele não é capaz de bombear o sangue suficientemente para atender todas as necessidades do corpo.

Esse quadro pode ocorrer quando o próprio músculo cardíaco está mais fraco do que o normal ou quando há um defeito no coração que impede o sangue de sair para a circulação.

Como a DPOC aumenta o risco de insuficiência cardíaca?

A DPOC é, frequentemente, relacionada a IC pois, na prática, elas compartilham sintomas semelhantes, por exemplo, a falta de ar.

Apesar dos sintomas semelhantes em cada patologia, a falta de ar possui características diferentes e fatores desencadeantes em cada um dos casos. Confira:

Falta de ar por insuficiência cardíaca

Como comentamos acima, a Insuficiência Cardíaca compromete a capacidade de funcionamento do coração e a circulação de nutrientes pelo corpo, isso acarreta alguns sintomas, como é o caso da falta de ar.

Para a maioria dos pacientes com IC, a dificuldade de respirar não ocorre quando estão em repouso, mas o mínimo esforço podem causar o início dos sintomas. Esse dano estrutural das vias aéreas, faz com que uma menor quantidade de oxigênio seja liberado antes da próxima inspiração, resultando em falta de ar.

Falta de ar por DPOC

Similarmente aos pacientes com IC, aqueles com DPOC notarão mais comumente sua falta de ar quando fisicamente ativos.

As condições que causam a DPOC, como bronquite crônica e enfisema, resultam em irritação e danos às vias aéreas ou aos sacos de ar nos pulmões, onde o oxigênio e o dióxido de carbono são trocados. Quando alguém expira com DPOC, esse dano evita que o oxigênio seja totalmente liberado antes da próxima inspiração, resultando em falta de ar.

DPOC e os efeitos no coração

Apesar de serem condições diferentes, existem duas formas de insuficiência cardíaca, do lado esquerdo e direito, que podem estar diretamente relacionadas ou exacerbadas pela presença da DPOC.

Primeiramente, precisamos esclarecer que cada lado do coração está dividido em duas bombas que funcionam em conjunto. Cada lado é responsável por uma tarefa, por isso, os efeitos são diferentes quando se tem DPOC. Confira mais detalhes a seguir.

DPOC e Insuficiência Cardíaca do Lado Esquerdo

Não há uma conexão direta entre a DPOC e à insuficiência cardíaca esquerda. No entanto, as duas condições podem coexistir e agravar-se mutuamente.

A DPOC pode causar baixos níveis de oxigênio no sangue, colocando, assim, um estresse adicional no coração e piorando os sintomas da insuficiência cardíaca esquerda. Por outro lado, a insuficiência cardíaca esquerda pode contribuir para o acúmulo de líquido nos pulmões, agravando os sintomas da DPOC.

DPOC e Insuficiência Cardíaca do Lado Direito

Em casos graves de DPOC, a condição pode realmente causar o desenvolvimento de insuficiência cardíaca direita. Isso ocorre quando os baixos níveis de oxigênio devido à DPOC causam um aumento da pressão arterial nas artérias dos pulmões, uma condição conhecida como hipertensão pulmonar.

Esse aumento exerce pressão excessiva sobre o ventrículo direito do coração, que funciona para bombear o sangue pelos pulmões. Como resultado, o músculo cardíaco enfraquece e pode ocorrer insuficiência cardíaca do lado direito.
Leia também:
Insuficiência cardíaca: sintomas, diagnóstico e monitoramento

Como é o tratamento de DPOC?

 A DPOC ainda não tem cura, mas tem tratamento.

O tratamento tem como objetivo evitar a progressão e aliviar os sintomas da doença para garantir melhor qualidade de vida ao paciente.

Vale ressaltar que o tratamento vai muito além do uso de medicamento, pois exige uma verdadeira mudança no estilo de vida, especialmente no caso de fumantes.

As mudanças no estilo de vida e tratamentos podem ajudá-lo a se sentir melhor, permanecer mais ativo e retardar o progresso da doença.

Mas cada paciente possui características específicas que serão levadas em consideração pelo médico. Por isso, é importante procurar um especialista e seguir todas as orientações dele. 


Quer saber mais sobre DPOC? Acesse:
DPOC: muito além dos tratamentos convencionais

 

 

 

 
Referencias:
  1. https://www.cardio.com/blog/copd-and-heart-failure-what-are-the-symptoms-and-how-are-they-related#:~:text=COPD%20and%20Left%2DSided%20Heart%20Failure&text=COPD%20can%20cause%20low%20oxygen,aggravating%20the%20symptoms%20of%20COPD
  2. https://www.health.harvard.edu/heart-health/a-common-lung-condition-that-often-overlaps-with-heart-disease
  3. de Miguel Díez J, Chancafe Morgan J, Jiménez García R. The association between COPD and heart failure risk: a review. Int J Chron Obstruct Pulmon Dis. 2013;8:305-312. doi:10.2147/COPD.S31236 - https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3700784/
  4. https://www.bhf.org.uk/research-projects/why-is-copd-associated-with-heart-failure
  5. https://www.escardio.org/Sub-specialty-communities/Heart-Failure-Association-of-the-ESC-(HFA)/Advocacy/heart-failure-matters-website-for-patients
  6. http://www.blog.saude.gov.br/index.php/35390-doencas-respiratorias-cronicas-doenca-pulmonar-obstrutiva-cronica-dpoc
  7. https://www.fundacaoproar.org.br/doenca?post=doenca-pulmonar-obstrutiva-cronica-dpoc
  8. https://www.einstein.br/especialidades/cardiologia/doencas-sintomas/insuficiencia-cardiaca
  9. https://www.heart.org/en/health-topics/congenital-heart-defects/the-impact-of-congenital-heart-defects/congestive-heart-failure-and-congenital-defects
  10. https://www.nhlbi.nih.gov/health-topics/copd
BR-12678. Material destinado a pacientes. Maio/2021
 
 
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.