3 dicas de boas práticas ao usar a “bombinha” de asma

Se você tem ou conhece alguém que tem asma, com certeza já viu ou ouviu falar da famosa bombinha, que nada mais é do que um dispositivo inalatório que serve para liberar doses de medicamentos. A bombinha faz parte do dia a dia do tratamento de asma e, para garantir que ela traga todos os benefícios esperados, o FazBem separou algumas recomendações importantes:

Antes de utilizar a bombinha, leia as instruções e certifique-se de que você está seguindo passo a passo corretamente. Se for a primeira vez que você está utilizando, tenha atenção redobrada! A maioria dos dispositivos tem orientações específicas para o primeiro uso.

Pelo menos uma vez por semana, é preciso higienizar a bombinha para que os resíduos não obstruam a saída do medicamento. Observe as orientações do fabricante na bula e faça a limpeza conforme indicado.

Enxaguar a boca após o uso da bombinha pode prevenir possíveis efeitos colaterais dos resíduos dos medicamentos inaláveis. Enxague a boca, faça um gargarejo e tome cuidado para não engolir a água.

Lembre-se!

Siga sempre as recomendações do seu médico de dosagem e utilização do medicamento e da bombinha. Além disso, uma dica extra é ficar de olho nos posts aqui do blog do FazBem para apoiar e trazer informações valiosas para o seu tratamento.

A Asma é uma doença inflamatória. Por isso, é necessário tratar a inflamação, que é a causa da doença, para ter um melhor controle da doença. Se sentir necessidade de usar a sua medicação de resgate mais que 3X/semana, procure seu médico, talvez seja necessário ajustar seu tratamento.
 
 
Referências:
https://sbpt.org.br/portal/publico-geral/doencas/asma-perguntas-e-respostas/
http://cff.org.br/userfiles/Tr%C3%AAs%20recomenda%C3%A7%C3%B5es%20para%20o%20uso%20da%20bombinha.pdf
Imagem: Freepik
Icons by The Noun Project
BR-8414 Material destinado a pacientes. Mai/2020

Os comentários estão fechados