Meu filho tem asma. E agora?

Quando uma criança é diagnosticada com asma, muitas preocupações começam a passar pela cabeça dos pais ou responsáveis. Além do desejo de que a criança tenha um desenvolvimento e qualidade de vida normais, uma das maiores preocupações é o tratamento com a medicação contínua, como os corticoides.

Antes de mais nada, é importante entender a importância dos corticoides, que são medicamentos anti-inflamatórios, que ajudam a reduzir e tratar a causa dos sintomas da asma: a inflamação.

Os corticoides podem ser usados de três maneiras:

- Via inalatória

- Via oral

- Via injetável

Os corticoides usados sob a forma de comprimidos e injeções são medicamentos para o tratamento de crises, devido a necessidade de maiores doses para tratar a inflamação.

Os corticoides usados via oral ou injetados, acabam tendo efeitos sistêmicos, ou seja, agindo em diversos órgãos, como ossos, glândulas e sangue e podem interferir no metabolismo.

Esse tipo de medicamento, geralmente, só é prescrito para asma durante uma crise aguda e por um curto período. Pacientes que fazem uso prolongado de corticoides orais devem ser acompanhados de perto pelo médico, que poderá monitorar as doses necessárias e os possíveis efeitos adversos.

Os corticoides inalados são as principais medicações utilizadas no tratamento da asma. São mais modernos e podem ser usados em doses muito pequenas e seguras. Além disso os corticoides inalados têm ação predominante no pulmão e pouca ação no restante do organismo (pouco efeito sistêmico).

Os efeitos adversos mais comuns dos corticoides inalados são locais e, em geral, podem ser prevenidos enxaguando a boca com água ou escovando os dentes após o uso da medicação. O medo desses efeitos pode resultar na privação de tratamento apropriado e efetivo, deixando o paciente exposto a um risco maior de crises graves.

Procure manter-se informado, tire todas as suas dúvidas e siga as orientações do seu médico. Vale ficar atento tanto às reações adversas do tratamento, quanto aos sintomas da asma. Estabelecendo essa parceria com o médico, o tratamento será mais efetivo e benéfico para a criança.

A Asma é uma doença inflamatória. Por isso, é necessário tratar a inflamação, que é a causa da doença, para ter um melhor controle da doença. Se sentir necessidade de usar a sua medicação de resgate mais que 3X/semana, procure seu médico, talvez seja necessário ajustar seu tratamento.

   

 

  

 

 
Referências:
Referências:
https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/remedio-e-coisa-seria/
Pediatrics August 2018 - American Academy of Pediatrics “Home Medication Readiness for Preschool Children With Asthma” - Jennifer A. Callaghan-Koru, Kristin A. Riekert, Elizabeth Ruvalcaba, Cynthia S. Rand, Michelle N. Eakin
www.asthmaaustralia.org.au/nt/about-asthma/severe-asthma/treating-severe-asthma/what-treatments-are-used-for-severe-asthma-/oral-corticosteroids 
Systemic effects of inhaled corticosteroids. Curr Opin Pulm Med. 2012 Jan;18(1):85-9).
https://ginasthma.org/wp-content/uploads/2020/04/GINA-2020-full-report_-final-_wms.pdf
www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/img/cursos/asma/asma_pediatrica02.pdf
https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/
http://asbai.org.br/viver-bem-com-asma/
BR-8418. Material destinado a pacientes. Jul/2020

 

Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.