Saiba mais sobre a Doença Arterial Coronariana (DAC)

Você já ouviu falar sobre Doença Arterial Coronariana ou DAC? A Doença Arterial Coronariana é uma das principais causas do infarto. Ela é consequência do entupimento das artérias coronárias, que são vasos sanguíneos que levam o sangue e o oxigênio ao coração.

Sendo uma doença tão séria, precisamos estar bem atentos aos sintomas, diagnóstico e monitoramento da DAC. O FazBem separou algumas informações que você precisa saber sobre a Doença Arterial Coronariana:

A Doença Arterial Coronariana é causada pelo acúmulo de gordura dentro das artérias. Esse acúmulo, chamado de “placa aterosclerótica” pode obstruir as artérias coronárias e impedir que o sangue chegue ao coração.

A diminuição do fluxo de oxigênio e sangue nas artérias são os motivos das dores no peito, um dos sintomas mais característicos no paciente com DAC. Na maioria dos casos, essas dores vêm acompanhadas de outros sintomas, como: dor, pressão ou queimação abaixo do osso esterno (no meio do tórax, entre as costelas). A dor também pode se localizar na parte superior do abdômen se irradiar para os ombros, braços, pescoço, mandíbula, dentes e costas.

Ressaltamos que cada indivíduo pode reagir de uma forma diferente. Ao sentir qualquer tipo de desconforto ou dores no peito, procure um médico!

Caso seu médico desconfie do diagnóstico de DAC, o próximo passo será uma análise mais aprofundada com base em seus sintomas, histórico médico e fatores de risco, seu médico poderá solicitar alguns exames para o diagnóstico final; seu médico poderá solicitar alguns exames para o diagnóstico, como:

  • Eletrocardiograma (ECG ou EKG)
  • Ecocardiograma (ECO)
  • Teste de estresse
  • Tomografia cardíaca nuclear/teste de estresse nuclear
  • Tomografia computadorizada de feixe de elétrons (TCFE)
  • Angiografia por ressonância magnética (Angio-RM) e/ou tomografia computadorizada (Angio-TC)
  • Ultrassom intravascular (USIV)
  • Radiografias
  • Exames de sangue

É essencial que os pacientes de DAC acompanhem a doença, passem por consultas regulares com o médico e sigam o tratamento corretamente. 

Além disso, cuidar bem da saúde cardíaca e realizar atividades que fazem bem para a saúde do coração devem fazer parte da rotina de tratamento, veja alguns exemplos:

  • Se exercitar no mínimo 30 minutos por dia, sempre consultando o médico para saber quais atividades são recomendadas para o seu perfil;
  • Parar de fumar;
  • Evitar estresse (sempre que possível);
  • Manter uma alimentação saudável, evitando o consumo de açúcar, massas, pães e alimentos industrializados;
  • Evitar bebidas alcoólicas.

Pronto para mudar de vida e melhorar sua saúde cardíaca? Para ler mais conteúdos como esse, faça o cadastro no FazBem, o programa de apoio ao seu tratamento!

 

 

 
Referências:
http://www.blog.saude.gov.br/34336-ministerio-incorpora-nova-tecnologia-para-infartos#:~:text=A%20Doen%C3%A7a%20Arterial%20Coronariana%20%C3%A9,da%20mortalidade%20e%20dos%20sintomas.
https://www.einstein.br/guia-doencas-sintomas/doenca-arterial-coronariana
Icons by The Noun Project
BR-9709. Material destinado a pacientes. Ago/2020
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.