Tenho insuficiência cardíaca, e agora?

Você já sentiu falta de ar ao subir uma escadaria? Para pacientes diagnosticados com insuficiência cardíaca (IC) essa é uma situação muito comum. Essa condição pode afetar tarefas simples do dia a dia, causando cansaço e falta de ar.

Veja alguns sintomas comuns da IC e fique atento:

- Inchaço nas pernas com piora ao longo do dia;
- Tosse persistente que podem agravar a noite;
- Chiado no peito;
- Sensação de barriga inchada;
- Perda de apetite;
- Ganho ou perda de peso corporal;
- Confusão;
- Tontura ou desmaios;
- Palpitação.

Algumas pessoas podem também passar a ter sintomas psicológicos, como depressão e ansiedade. Apesar disso, a convivência com essa condição pode se tornar mais fácil com algumas atitudes e adaptações.

Separamos algumas dicas que podem te ajudar:


Em situações como essas é importante contar com a ajuda e apoio das pessoas a nossa volta.


Diminuir o ritmo das suas atividades pode ser necessário e pode ter certeza que será muito benéfico para o seu bem-estar.


Pare para tomar fôlego quando sentir necessidade e sempre pratique atividades físicas de acordo com a orientação do seu médico, além de estar acompanhado de um profissional.


Ter dificuldade em realizar atividades do dia a dia pode gerar frustração. Não deixe de conversar com seu médico e com as pessoas que ajudam a cuidar de você para procurar ajuda. Algumas pessoas podem passar a ter sintomas psicológicos, como depressão e ansiedade, então fique atento.

 

Caso você esteja se sentindo bem e confortável, pode continuar suas atividades normalmente, sempre adaptando para acomodar as suas necessidades. O mais importante é seguir direitinho as orientações do médico e da equipe multiprofissional que cuida de você para controlar os sintomas.

 

Referências:
www.nhs.uk/conditions/heartfailure/symptoms/
Acessado em: 11/10/2018
www.uptodate.com/contents/heart-failure-the-basics#H737866124
Acessado em: 11/10/2018
Oliveira TCT, Correia DMS, Cavalcanti ACD. O impacto da insuficiência cardíaca no cotidiano: percepção do paciente em acompanhamento ambulatorial. Rev Enferm UFPE. 2013;7(6):4497-7.
Imagem: Pexels
Icons by The Noun Project


BR-7356 Expiration Date: 03/02/2022
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.