Você escuta o ritmo do seu coração?

Você sabia que escutar o ritmo em que o seu coração está batendo é muito importante para alertar quando algo está errado? Caso você não saiba a importância de escutar seu coração, esse texto foi feito para você!

Para entrar na sintonia perfeita, os músicos precisam estar alinhados a uma batida, certo? É igual com o nosso corpo.

Ao aprender mais sobre o coração, você passa a ouvir melhor o seu corpo e ganha mais autonomia para ser protagonista do cuidado constante com a sua saúde!

Como acontece o batimento cardíaco?

O coração é uma bomba formada por 4 cavidades: duas do lado direito e duas do lado esquerdo, conhecidos como átrios e ventrículos. Sua função é impulsionar o sangue que vem do organismo para os pulmões e logo depois, quando o sangue já estiver rico em oxigênio, voltando dos pulmões e indo novamente para o organismo.

Um sistema elétrico é responsável pela contração muscular no ritmo certo e pela sincronização dos batimentos das 4 câmaras do coração. Esse sistema é formado por um conjunto de células que geram um estímulo elétrico espontaneamente, denominado nó sinoatrial ou nó sinusal, e por uma rede de nervos que espalha o estímulo pelo músculo todo.

Arritmia

A arritmia cardíaca é uma alteração que ocorre na formação ou na condução do estímulo elétrico do coração, as quais podem provocar modificações do ritmo cardíaco.

Quando se apresenta problemas no músculo cardíaco, como infarto, cicatrizes de inflamações, doença nas artérias coronárias e insuficiência cardíaca, você acaba fazendo parte do grupo de maior risco para arritmia.

Normalmente, as arritmias em corações estruturalmente normais são benignas, mas como tudo, podem ocorrer exceções.

Existem vários tipos de arritmia cardíaca, mas as mais comuns são a taquicardia, quando o coração bate rápido e a bradicardia, quando as batidas são muito lentas.

Os sintomas podem ser:

  • Palpitações;
  • Batedeira no peito;
  • Sensação de batimentos rápidos, lentos ou irregulares;
  • Às vezes, cansaço recente e desproporcional ao grau de esforço realizado;
  • Tontura;
  • Desmaio;
  • Fraqueza;
  • Desconforto no peito.

Se você perceber que seu coração está batendo de forma inadequada, deve procurar um cardiologista para avaliação clínica. O médico levará exames, genética e sintomas em consideração. Após entender o seu caso, ele vai determinar qual o tratamento adequado para você.

Existem formas simples de prevenir a arritmia cardíaca, como manter hábitos saudáveis, por exemplo. Uma boa alimentação, não consumir bebida alcoólica e energéticos em excesso, não fumar, tratar diabetes, evitar obesidade e o estresse são alguns deles.

Fazer atividade física também é um ponto importante. Toda atividade física ou esportiva moderada, traz benefícios à saúde, mas é importante sempre pedir orientação médica antes de começar a fazer qualquer tipo de atividade física sozinho.

Bradicardia

A bradicardia acontece quando a frequência do seu coração cai, é como uma música para uma dança em casal, ela tem um ritmo mais lento e mais fraco, por exemplo.

Se você tem bradicardia, seu coração bate mais lento do que deveria e isso precisa ser avaliado por um cardiologista e ser tratado.

Ela pode ser um problema sério se o coração não bombear sangue rico em oxigênio suficiente para o corpo. Em algumas pessoas, a bradicardia pode acabar não causando sintomas ou outras complicações.

Taquicardia

Taquicardia acontece quando a frequência cardíaca é maior do que deveria. Existem muitos distúrbios do ritmo cardíaco que podem causar taquicardia. Ela acontece como um baterista que saiu do ritmo exato e acelerou um pouco as batidas da música, deixando os outros músicos perdidos e fora de sincronia.

Às vezes, é normal que você tenha um batimento cardíaco acelerado. Por exemplo, é normal que a frequência cardíaca aumente durante exercícios, dependendo da intensidade que está sendo feito, ou em resposta a estresse e doenças. Mas, quando se tem taquicardia, o coração bate mais rápido do que o normal devido a condições não relacionadas a esses aspectos.

Em alguns casos, a taquicardia não causa sintomas ou complicações, mas se não for tratada pode interromper a função cardíaca normal e levar a complicações sérias, como insuficiência cardíaca, derrame ou parada cardíaca súbita.

Existem diversos tratamentos que podem ser aplicados depois da avaliação médica. Ele vai identificar qual o melhor tratamento para você, o que pode variar entre medicamentos, procedimentos médicos ou cirurgia. Todos eles podem ajudar a controlar os batimentos cardíacos acelerados ou gerenciar outras condições que contribuem para a taquicardia.

É muito importante manter consultas regulares com um cardiologista, pelo menos uma vez por ano, para prevenção e check up. Preste atenção nos sinais do seu coração como pulsações irregulares, batimentos intensos, rápidos, cansaço em excesso e sem motivo aparente, tonturas e desmaios.

Ritmo cardíaco adequado

O ritmo cardíaco adequado é regular, compassado. A frequência dos batimentos cardíacos depende da atividade que o você está realizando, se está em repouso ou fazendo exercício.

O ritmo cardíaco é medido pelo número de contrações do coração por uma unidade de tempo, geralmente por minuto. Por isso, a sigla BPM (batimentos por minuto). A frequência cardíaca pode variar muito, mas normalmente situa-se entre 60 bpm e 100 bpm em uma pessoa que está em repouso ou atividades habituais.

Se você estiver em repouso, uma frequência cardíaca de 100 bpm, pode ser considerada alta. Em algumas situações, como durante exercícios físicos de alta intensidade, estes batimentos podem atingir até mesmo a 180 bpm.

Por outro lado, quando dormimos ou estamos em repouso, a frequência pode ficar abaixo dos 60 bpm, o que é considerado normal.

É importante sempre consultar o médico porque só ele vai poder fazer qualquer tipo de diagnóstico e ficar atento as batidas do seu coração. A partir desse ritmo que você vai saber se o seu coração está batendo corretamente ou não.

Pense em um baterista controlando todo o ritmo da música, cada batida que ele faz é importante para todos os outros músicos se encontrarem dentro da música. Se ele errar, toda a música desanda.

O coração é igual. Cada batida do seu coração é essencial para que o ritmo perfeito aconteça, mantendo o funcionamento do corpo corretamente. Se o ritmo mudar, todo o resto pode desandar. Cada batida é importante para o seu corpo!

Esse mês é considerado o Setembro Vermelho em homenagem ao Dia Mundial do Coração (29/09). É uma data muito importante para discutirmos ainda mais sobre a saúde do coração.

O FazBem quer ajudar você nessa jornada e preparou uma campanha incrível e cheia de conteúdos importantes sobre esse músculo essencial para a vida. Fique por dentro desses conteúdos e cuide do seu coração.

Confira a campanha! www.programafazbem.com.br/setembrovermelho

#setembrovermelho #fazbemcuidardocoracao #noritmodoseucoracao

 

 

 

Referências:
https://www.sobrac.org/campanha/arritmias-taquicardia-e-parada-cardiorrespiratoria-sao-a-mesma-coisa/
https://sobrac.org/publico-geral/?p=4463
https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/tachycardia/symptoms-causes/syc-20355127
https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/bradycardia/symptoms-causes/syc-20355474
BR-14177. Material destinado a pessoas. Set/2021
 
 
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.