Você sabia que existe mais de um tipo de colesterol? Saiba como diferenciá-los.

Provavelmente, ao pensar em colesterol, você já imagina algo negativo que faz mal à saúde. Mas se você já fez um exame de colesterol, talvez saiba que existe um tipo de colesterol que faz bem e outro que faz mal quando não controlados.

O colesterol é um tipo de gordura presente no organismo e que é essencial para o seu bom funcionamento. Entretanto, o colesterol presente em nosso sangue precisa estar controlado, pois, quando em excesso pode causar sérias complicações para o corpo.

Afinal, qual é o colesterol bom? Qual é o colesterol ruim? O que eles fazem nas artérias? O que deve ser feito para que os níveis considerados normais sejam mantidos? E qual sua importância para a saúde cardiovascular?

Essas são as perguntas mais comuns quando falamos sobre colesterol. Por isso, preparamos um conteúdo completo para falar sobre colesterol bom e ruim, a importância de mantê-los nos níveis normais e alimentos que podem ajudar a mantê-los sob controle.

O que é o colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura produzida em nosso organismo e tem papel vital de manter as células funcionando. Ele é essencial para a formação das membranas das nossas células, para a síntese de hormônios, como a testosterona, estrogênio e o cortisol para a produção da bile, para digestão de alimentos gordurosos, para metabolização de algumas vitaminas (A, D, E e K) etc.

No entanto, o ser humano necessita apenas de uma pequena quantidade de colesterol no sangue, o excedente acaba se acumulando nas paredes das artérias, aumentando o risco de problemas para a saúde, isso acontece porque o acúmulo nas artérias reduz o espaço de circulação do sangue.

O colesterol do nosso organismo tem duas origens:

  • Endógena: produzido pelo nosso próprio corpo, principalmente pelo fígado.
  • Exógena: adquirido através dos alimentos, principalmente os de origem animal.

Colesterol bom X Colesterol ruim


Nem todo colesterol é prejudicial. Para circular pelo corpo, o colesterol se associa a proteínas, dando origem às lipoproteínas.

Existem dois tipos de lipoproteínas, o LDL (low density, ou baixa densidade) e o HDL (high density, ou alta densidade):

  • Lipoproteína de alta-densidade (HDL) é boa para o seu coração. Ela carrega colesterol das suas artérias para o seu fígado, onde é eliminado. Esse é o chamado “colesterol bom” exatamente por evitar que o colesterol fique nas artérias e cause entupimento.
  • Lipoproteína de baixa-densidade (LDL) é perigoso, pois leva ao acúmulo de placas de gordura nas paredes internas das artérias, diminuindo o fluxo de sangue para órgãos importantes como o coração e cérebro, podendo levar ao aparecimento de doenças cardiovasculares e até infarto. Esse é conhecido como o “colesterol ruim”.

Vale ressaltar que tanto o colesterol bom como o ruim são produzidos naturalmente pelo corpo, entretanto ele pode ter seus níveis reduzidos ou elevados por hábitos de vida, como ter uma alimentação não balanceada.

O bom funcionamento do organismo e a manutenção da saúde dependem de um equilíbrio entre as taxas de colesterol bom e ruim. Por isso, existem os chamados “níveis saudáveis”, que indicam limites mínimos e máximos para as lipoproteínas.  

Níveis Saudáveis do Colesterol

A nova Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, recomenda:

  • Colesterol total: menor que 190 mg/dl;
  • Colesterol HDL (bom): maior que 40 mg/dl;
  • Colesterol LDL (ruim);
    • menor que:  130 mg/dl: em pessoas com risco cardiovascular baixo
    • menor que: 100 mg/dl: em pessoas com risco cardiovascular intermediário
    • menor que:  70 mg/dl: em pessoas com risco cardiovascular alto
    • menor que: 50 mg/dl: em pessoas com risco cardiovascular muito alto

*Valores de referência do perfil lipídico para adultos maiores de 20 anos.

Quando o colesterol se torna um problema?

Os problemas surgem quando temos nossos níveis de colesterol no sangue acima do normal, o que pode prejudicar nossas artérias.

Em geral, ter um nível alto de colesterol total é ruim porque promove o envelhecimento arterial. Se ocorrer um aumento de 1% no nível geral de colesterol em homens de meia-idade, ocorre um aumento de 2% o risco de doenças cardiovasculares.

É muito importante que os níveis de colesterol total de uma pessoa, estejam equilibrados. Isso porque quando se tem o colesterol total elevado, normalmente, o LDL se apresenta alto também.

Quanto mais HDL tivermos, menos excesso de colesterol LDL teremos no sangue, isso porque o HDL remove o excesso de colesterol das artérias levando-o para ser eliminado no fígado, sendo menor o risco das artérias envelhecerem. Infelizmente, as pessoas com alto HDL são exceção e não regra.[5]

O que preciso fazer para melhorar os níveis de colesterol?

A Hipercolesterolemia ou colesterol alto é uma doença silenciosa, não existem sintomas específicos. Por isso é importante fazer exames periódicos para medir os níveis de colesterol.

Os exames preventivos devem começar a partir dos 20 anos de idade, com intervalos de cinco anos, para indivíduos sem outros fatores de risco. Já para indivíduos com fatores de risco como hipertensão e diabetes, que estão em tratamento para controle, a periodicidade dos exames deve ser entre três e seis meses.

Quer saber mais detalhes sobre o exame do colesterol?

 Confira a matéria completa sobre o exame do colesterol e descubra sobre como é feito, a partir de qual idade é recomendado e qual a frequência as pessoas devem repetir o exame.

Além dos exames para controle, é necessária uma mudança no estilo de vida, pois o tabagismo, obesidade, sedentarismo, estresse, hipertensão arterial e diabetes são fatores de risco para a elevação dos níveis de colesterol no sangue.

Lembre-se que é importante fazer as consultas regulares ao seu médico de confiança para fazer os exames e receber as orientações corretas para tratamento de possíveis doenças e a manutenção da sua saúde.

Compartilhe, também, esse texto para que outras pessoas possam saber como se cuidar!

Que tal dar mais um passo na busca por uma vida mais saudável? Acessa a campanha do FazBem “Não Vacila com o Colesterol”:
https://materiais.programafazbem.com.br/campanha-colesterol-az - e fique por dentro de tudo o que preparamos para te apoiar na jornada por uma vida com mais saúde e qualidade de vida!

 

 

 

Referências:
  1. https://www.mdsaude.com/cardiologia/colesterol/colesterol-hdl-ldl-triglicerideos/
  2. https://www.ladoaladopelavida.org.br/colesterol-o-que-e-doencas-autoadquiridas
  3. https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-o-colesterol/
  4. http://www.sbpc.org.br/upload/conteudo/V_Diretriz_Brasileira_de_Dislipidemias.pdf
  5. https://www.spdm.org.br/blogs/nutricao/item/2103-colesterol
  6. http://sociedades.cardiol.br/sc/publico/artigos/artigo-colesterol.asp
  7. https://aps.bvs.br/aps/pacientes-com-niveis-elevados-de-colesterol-e-triglicerideos-devem-ser-tratados-com-fibrato-associado-a-estatinas-ou-usar-apenas-o-fibrato-depois-de-quanto-tempo-de-tratamento-repetir-os-exames-para/
BR-12308. Material destinado a pacientes. Jul/2021
 
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.