Como saber que estou tendo um infarto?

banner_mulherinfartomulher_infarto

Você sabia que existem sintomas de alerta que ajudam você a perceber que está tendo um infarto e ser socorrido mais rápido? 

O infarto acontece por conta de um bloqueio do sangue quando ele está a caminho do coração, o que pode causar danos ao músculo cardíaco. É muito importante que você entenda os sintomas do infarto para que possa ser socorrido ou chamar o socorro.

Além disso, nesse texto, vamos mostrar várias maneiras de prevenir que você sofra um infarto e cuide melhor da sua saúde e do seu coração.

Continue lendo o texto para saber melhor sobre o assunto.

O que é o infarto?

O infarto, ou ataque cardíaco, acontece quando o fluxo do sangue que está indo para o coração é bloqueado. Esse bloqueio acontece com mais frequência por acúmulos de gordura, colesterol ou outras substâncias que acabam formando placas nas artérias responsáveis por levar o sangue até o coração, chamadas de artérias coronárias.

Existe a possibilidade dessa placa se romper e formar um coágulo, dificultando ainda mais o fluxo sanguíneo.  

O tratamento para o infarto melhorou muito ao longo os anos, mas ainda é algo grave que deve ser prevenido e que, quando ocorre, o paciente precisa ser socorrido com rapidez.

Alguns infartos podem acontecer repentinamente, mas é comum que muitas pessoas apresentem sinais de alerta e alguns sintomas com dias e até semanas antes de realmente terem o infarto.

Os sintomas e a gravidade podem variar de acordo com cada organismo e hábitos de cada pessoa, também há casos em que as pessoas não apresentam sintomas.

De acordo com um estudo da American Heart Association, 20% dos infartos são silenciosos e descobertos somente depois, quando o paciente realiza exames de rotina.

Sintomas de infarto

Como dito antes, o infarto pode gerar alguns avisos dias e até semanas antes ou pode aparecer de forma repentina.

Assim como, em uma música, você precisa da melodia junto com a letra para conseguir identificá-la, no infarto saber os sintomas e conhecer o seu corpo pode te ajudar a percebê-lo e a tomar providencias o mais rápido que conseguir.

Alguns sinais de alerta podem ser:

  • Pressão, aperto ou dor no peito e nos braços que podem se espalhar pelo pescoço, mandíbula e costas;
  • Náuseas e vômitos;
  • Indigestão;
  • Azia;
  • Dor abdominal;
  • Falta de ar;
  • Suor frio;
  • Fadiga;
  • Tontura;
  • Formigamento no braço esquerdo e pescoço;

Alguns sinais podem variar de homem para mulher, fique atento:

Infarto em homens

A dor do infarto nos homens é, geralmente, percebida como uma pressão no peito, podendo ser acompanhada de suor sem estar sentindo calor, o famoso suor frio. Além disso, os homens também podem sentir dor nos braços, dor na boca do estômago e até na mandíbula. Tonturas e desmaios durante a dor também podem acontecer.

Infarto em mulheres

Nas mulheres, os sinais de infarto acabam variando mais. Elas também sentem dores, mas as descrevem como um tipo de queimação ou sensação de pontadas na região do peito.

Como agir se sentir esses sintomas?

Se você sentir esses sintomas ou presenciar alguém sentindo, é importante agir imediatamente. Algumas pessoas esperam muito tempo porque não reconhecem os sinais e sintomas importantes, por isso, fique sempre atento e ligue para ajuda médica de emergência.

ATENÇÃO: não dirija sozinho, apenas se não houver outras opções, você pode acabar colocando pessoas e a si próprio em risco.

Fatores de risco para o infarto

Os fatores de risco para o infarto podem variar muito de pessoa para pessoa, mas no geral eles estão relacionados a:

  • Idade: homens com 45 anos ou mais e mulheres com 55 anos ou mais;
  • Tabaco;
  • Pressão alta;
  • Níveis elevados de colesterol ou triglicérides;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Síndrome metabólica;
  • Histórico familiar;
  • Sedentarismo;
  • Estresse constante.

Como prevenir o infarto?

Prevenir o infarto é a parte fundamental para não ter complicações futuras, por isso, temos algumas informações para melhorar seu estilo de vida e ajudar você a cuidar melhor do seu coração, prevenindo não só o infarto, mas também outras doenças no músculo cardíaco.

Manter consultas regulares ao cardiologista, ter um peso saudável para seu corpo, fazer atividade física com frequência e manter uma alimentação balanceada são atitudes que ajudam a preservar toda a sua saúde e prevenir diversas doenças.

Se você já toma algum medicamento para reduzir o risco de infarto e ajudar a melhorar o funcionamento do coração e, só por isso, acredita que está livre de fazer atividades físicas e manter uma alimentação saudável, está enganado. O medicamento controla o problema, mas sozinho tem sua eficácia reduzida.

Além disso, outras formas de prevenir o infarto é não fumar, controlar o estresse, controlar doenças crônicas como pressão alta, diabetes e o colesterol.

Essas são mudanças de hábitos simples que podem ajudar você a evitar que a saúde do coração fique prejudicada e gere problemas futuros. Nesse mês, no dia 29/09, é o Dia Mundial do Coração e, por isso, esse mês é representado com a cor vermelha.

Aqui no FazBem queremos ajudar você a melhorar a saúde do seu coração e entender a importância que esse músculo tem para a sua saúde e o funcionamento de todo o seu organismo.

Pensando nisso, estamos aproveitando o Setembro Vermelho e realizando uma campanha para ajudar você com todo esse processo de cuidado com esse órgão tão importante.

Saiba mais sobre essa campanha em nosso site!

CTA: Conheça a campanha!

 

Referências:
BR-13435. Material destinado a pacientes. Out/2021
Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.