Descubra os melhores esportes para quem tem asma

Conhecida por causar chiado no peito, tosse e dificuldade para respirar, a asma é uma doença inflamatória que acomete os brônquios (tubos que levam o ar para dentro dos pulmões). Cerca de 235 milhões de pessoas no mundo todo têm asma segundo a Organização Mundial de Saúde.

 

Portanto, é uma das doenças respiratórias mais comuns entre a população mundial. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, a média de casos no Brasil é de 20%. É uma condição crônica que, infelizmente, não tem cura, mas tem tratamento.

 

A asma é mais comum em crianças do que em adultos. É uma doença multifatorial, genética e hereditária. Além disso, fatores ambientais podem desencadear a doença. Os elementos que mais desencadeiam crises asmáticas são: frio excessivo, contato com alérgenos, consumo de determinados alimentos, exercícios físicos etc.

 

Então se praticar exercícios físicos pode causar crises de asma, será que quem tem a doença não pode praticar nenhum exercício físico ou esporte? Continue a leitura que vamos explicar tudo sobre esse assunto.

 

Quem tem asma pode ou não pode praticar esportes?

 

Essa é uma dúvida muito frequente. Afinal, a prática de exercícios físicos intensifica a passagem de ar pelos pulmões, o que, naturalmente, pode causar desconforto e desencadear crises respiratórias em quem tem asma.

 

Por esse motivo é que, geralmente, alguns dos portadores da doença evitam a prática de esportes ou exercícios físicos de qualquer natureza. Porém, na verdade, quem tem asma não só pode como deve praticar exercícios físicos!

 

Estudos apontam que a prática regular e adequada de exercícios físicos é muito benéfica para os portadores da doença, considerando que os exercícios físicos ajudam a melhorar a mecânica respiratória e a eficácia da ventilação pulmonar. 

 

Algumas pessoas com asma podem sofrer, sim, com diversos sintomas da doença durante a prática de exercícios físicos, mas isso acontece com as pessoas que têm asma mal controlada, ou seja, que não estão seguindo corretamente as orientações médicas.

 

Dessa forma, não se deve associar a asma com a impossibilidade total ou proibição de se praticar exercícios físicos e/ou esportes. Não há piora no quadro da doença. Pelo contrário, praticar atividades físicas regularmente pode, inclusive, contribuir para o controle da doença.

 

Um fato interessante que prova isso é que a asma é a doença crônica mais comum entre os atletas olímpicos (8%). Alguns dos atletas de alto rendimento que convivem com a asma são: a jogadora de futebol Marta, o ex-nadador e medalhista olímpico Fernando Scherer, o ex-jogador inglês David Beckham e o ginasta Diego Hypólito, que foi embaixador da campanha Respire Sem Crise .

 

Segundo especialistas, praticar esportes promove a melhora do sistema cardiorrespiratório e condicionamento físico, atuando como verdadeiro aliado do tratamento medicamentoso dos indivíduos com asma.

 

Agora que você já sabe que praticar esportes não é proibido para quem tem asma, e descobriu a importância dos exercícios físicos para o controle da doença, talvez você se pergunte: será que é possível que o portador de asma pratique esportes sem sofrer com as crises?

 

Sim! É possível e vamos mostrar como você pode fazer isso.

 

Como evitar crises de asma durante a prática de esportes?

 

Alguns sintomas da asma podem aparecer durante a prática de atividades físicas, mas, como você já sabe, isso geralmente acontece com as pessoas que têm a doença mal controlada. Assim, uma das melhores formas de evitar crises é manter a asma controlada.

 

De acordo com as orientações da American Thoracic Society, algumas formas de evitar as crises de asma durante a prática de esportes são:

 

  • Identificar os fatores desencadeantes da sua asma;
  • Ter disponível o medicamento orientado pelo seu médico para uso antes do esforço/atividade física;
  • Fazer aquecimento antes do exercício e finalizar sua atividade com um exercício de relaxamento.

 

Essas são dicas muito importantes, porém não são infalíveis contra as crises. A American Thoracic Society alerta ainda que, mesmo utilizando o medicamento de resgate antes do exercício, por exemplo, é possível que alguns sintomas da asma ainda apareçam.

 

Se isto ocorrer, a orientação é que a pessoa reduza a intensidade dos exercícios físicos, na tentativa de normalizar a respiração. Se não houver melhora, é indicado que a pessoa tome o medicamento de alívio rápido novamente.

 

Lembre-se que é muto importante conversar com o seu médico e entender quais são as orientações específicas para o seu caso.

 

Os melhores esportes para quem tem asma

 

De acordo com os especialistas, os exercícios físicos aeróbicos são os mais indicados para quem tem asma. Isso porque, por meio desse tipo de exercício, é possível:

 

  • Fortalecer a musculatura do tórax;
  • Treinar a respiração de forma mais intensa;
  • Reduzir a inflamação nas vias aéreas, característica da asma.

 

Dessa forma, a sensação de falta de ar se tornará menos frequente. Para isso, é necessário que o portador da doença faça o tratamento de forma contínua e pratique exercícios físicos de forma regular (três vezes por semana, no mínimo).

 

É claro que não existe atividade física perfeita e o importante é que o paciente de asma pratique algum exercício, mas separamos uma lista com os melhores esportes para quem tem asma. Veja quais são:

 

  • Natação
  • Corrida
  • Ciclismo
  • Remo

 

Dentre todos esses exemplos, a natação é o esporte mais recomendado pelos médicos e outros profissionais da saúde. Isso porque provoca menos broncoespasmo, evita o ressecamento das vias aéreas, contribui para a ventilação pulmonar mais eficiente e trabalha a resistência aeróbica.

 

Se você quer saber mais sobre Asma e Esportes, confira o Ep. 6 do nosso Podcast #RespireSemCrise com participação especial do Dr. Alexandre Kawassaki, pneumologista no Hospital das Clínicas e no Albert Einstein, acesse agora o link: https://blog.programafazbem.com.br/post/podcast-respiresemcrise-ep-6-asma-e-atividade-fisica>

 

 

 

 

Fontes:

 

  1. https://bvsms.saude.gov.br/asma/
  2. https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/a/asma
  3. https://www.saude.go.gov.br/biblioteca/7550-asma
  4. https://asbai.org.br/secao.asp/?s=81&id=310
  5. https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/
  6. https://drauziovarella.uol.com.br/atividade-fisica/esportes-podem-prevenir-crises-de-asma/
  7. http://www.abrasaopaulo.org/publicacoes.asp?codigo=44
  8. https://www.espn.com.br/blogs/espnw/753730_quem-tem-asma-pode-praticar-esporte-sem-restricao-entenda
  9. https://www.oswaldocruz.com/site/noticias-de-saude/noticias-de-saude/exercicios-fisicos-sao-fortes-aliados-contra-a-asma-diz-estudo
  10. https://www.thoracic.org/patients/patient-resources/resources/portuguese/asthma-and-exercise.pdf

 

linkar para campanha [RB1]

Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.