Infográfico: Tudo o que você precisa saber sobre asma infantil

Menino com camisa colorida, de lado, com um megafone nas mãos, falando - asma infantil

A asma afeta cerca de 14% das crianças de todo o mundo, sendo a doença crônica mais comum na infância. Mais da metade dos asmáticos começa a ter os sintomas na infância. O início da asma é mais cedo em meninos do que em meninas. A tendência a desenvolver alergias está presente na maioria das crianças com asma acima de 3 anos. A sensibilização a alérgenos é um dos fatores de risco mais importantes para o desenvolvimento da asma. Exemplos de alérgenos: Ácaros, Fungos,	Pólens, Fumaça de cigarro, Poluentes. Objetivo do tratamento da asma em crianças: Atingir controle dos sintomas e manter níveis normais de atividade; Minimizar riscos futuros de crises; Manter a função e o desenvolvimento pulmonar o mais próximo do normal possível; Minimizar os efeitos colaterais das medicações; Proporcionar qualidade de vida para a criança. Qual é o papel dos pais/responsáveis? Ter uma relação próxima com o médico e tirar todas as dúvidas; Garantir que o tratamento seja seguido corretamente; Auxiliar as crianças com o uso dos inaladores; Monitorar os sintomas.

A Asma é uma doença inflamatória. Por isso, é necessário tratar a inflamação, que é a causa da doença, para ter um melhor controle da doença. Se sentir necessidade de usar a sua medicação de resgate mais que 3X/semana, procure seu médico, talvez seja necessário ajustar seu tratamento. 

 

 

Referências:
https://ginasthma.org/wp-content/uploads/2020/04/GINA-2020-full-report_-final-_wms.pdf
 https://sbpt.org.br/portal/dia-mundial-do-pulmao-2019/
Imagem: Freepik
Icons by The Noun Project
BR-8417 Material destinado a pacientes. Mai/2020.

Os comentários estão fechados
Política de Cookies

Esse Website utiliza política de cookies para oferecer uma melhor experiência para o usuário.

Utilizando esse website você permite o uso desses cookies.

Descubra mais sobre como nós utilizamos e gerenciamos cookies lendo nossa Política de Cookies.